Biografia concisa de Guy de Brès

Guy de Bres in prison

Muitas pessoas reformadas reconhecem o nome de Guy (Guido) de Brès, porque ele escreveu a Confissão Belga.  De Brès nasceu em 1522, em Mons (hoje na Belgíca).  Os pais dele eram católicos romanos devotos, mas especialmente a mãe dele lhe deu uma educação religiosa.  Em 1547, de Brès foi convertido à fé reformada.  Neste tempo, houve perseguição dos protestantes nos países baixos, por isso de Brès teve de fugir para a Inglaterra.  Lá ele foi ensinado pelo reformador polonês, João a Lasco (Jan Laski).  Em 1552, de Brès retornou aos países baixos e tornou-se um pastor em Lille da igreja reformada.  Todavia, logo perseguição começou de novo e de Brès teve de fugir novamente.  Ele fugiu para a Alemanha e Suíça.  Ele morou um tempo curto em Frankfurt e então ele foi para Lausanne.  Lá mais ele foi ensinado pelo reformador Pierre Viret.  Ele foi para Genebra também e talvez foi ensinado por João Calvino.  A perseguição nos países baixos foram mostrando sinais de alívio em 1559.  Portanto, de Brès voltou lá novamente.  Neste tempo, aproximadamente, ele se casou Catherine Ramon.  Ela morou em Tournai, a cidade onde de Brès era um pastor na igreja reformada.  Além disso, neste tempo, escreveu a Confissão Belga.  Esta confissão não era uma confissão pessoal dele, mas uma confissão das igrejas, Todos nós cremos com o coração, e confessamos com a boca…(artigo 1).  Perseguição voltou mais tarde em 1561 com força.  De Brès teve de fugir novamente.  Ele fugiu para a França e lá morou por 5 anos.  Ele trabalhou como pastor e como capelão de um duque protestante (Henri Robert de la Marck).  Em 1566, de Brès voltou aos países baixos mais uma vez.  Ele começou a trabalhar como pastor da igreja reformada em Valenciennes.  Logo, todavia, as pessoas da cidade começaram a destruir as imagens nas igrejas católicos romanas.  O governo espanhol sitiaram a cidade.  O cerco durou até março de 1567.  De Brès fugiu, mas foi capturado e colocado na prisão, primeiro em Tournai, então em Valenciennes.  Enquanto estava na prisão, ele escreveu cartas para sua igreja, sua esposa, e sua mãe.  Além disso, ele debateu líderes católicos romanos como Bispo François Richardot.  Esses debates são ainda disponíveis em francês e alguns em inglês.  Finalmente, em 30 de maio (1567), Guy de Brès foi martirizado por sua fé.  Seu crime?  Celebrando a Ceia do Senhor contrário à ordem do governo.  Ele morreu, mas a Confissão Belga vive!  Além disso, bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor.  Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham (Apoc. 14.13).

3 comentários em “Biografia concisa de Guy de Brès

  1. Obrigado pelo artigo, gostei muito! Estou impressionado com o seu português, tens feito um excelente trabalho!

  2. Kylven disse:

    Parabéns! Poderia citar as fontes da pesquisa? Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s