Honrando Deus com nossos relacionamentos (7)

Parte 7 de uma palestra para os jovens da igreja preparada pelo pr. Wes Bredenhof

Um outro princípio é dado em Provérbios 31.30, especialmente para os jovens:

Enganosa é a graça, e vã, a formusura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada.

Irmãos, vocês precisaram memorizar isso!  Em outras palavras, em primeiro lugar, não olhe para a beleza, mas olhe a relação da moça com o Senhor.  Ela teme a Deus?

Para as jovems, um princípio importante é dado em Efésios 5.25:

Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela.

Irmãs, vocês precisaram buscar um homem como Cristo.  Como Cristo amou a igreja, seu marido deve te amar.  Ele deve refletir a Cristo.

Agora, queria dar conselho da Bíblia para aqueles que estão num relacionamento namoro.  Hebreus 13.4 diz,

Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.

“O leito” significa a intimidade sexual.  Todos intimidade sexual é apenas para o casamento, não só a intimidade que resulta em gravidez.  A Bíblia nos ensina, Como cidade derribada, que não tem muros, assim é o homem que não tem domínio próprio (Prov. 25.28).  O mundo zomba esse ensinamento.  Mas os cristãos querem viver com esse ensinamento, também em nossos relacionamentos namoros.  Você precisa falar sobre isso com o seu namorado ou namorada. Juntos, vocês têm definir os limites e mantê-los.  Isso vai honrar a Deus e, no futuro, o seu casamento será melhor também.

Finalmente, é muito importante para os namorados a orar juntos.  Jovens, vocês têm de assumir a liderança nisso.  Vocês serão os líderes espirituais em seus lares.  Ele começa agora.  Orem juntos!  Então vocês vão construir uma boa base.

Quero encorajar cada um de vocês com a Palvara de Deus em 1 Coríntios 10.31,

Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.

É por isso que fomos criados.  Deus nos deu a Bíblia para nos ensinar a fazer tudo para a glória dEle, também em todos os nossos relacionamentos.  Para honrar a Deus, aprender de Sua Palavra.  Obrigado.                                                        

Honrando Deus com nossos relacionamentos (3)

Parte 3 de uma palestra para os jovens da igreja preparada pelo pr. Wes Bredenhof

Além disso, vôce precisa lembrar que é o filho deles e sempre será.  Quando vôce tem 30 anos, ainda é o filho deles.  Tambèm com 40 anos ou 50 anos – sempre.  Você perpetuamente deverá honrá-los.  Vôce não pode pregar aos pais sobre a santidade quando vôce se torna um adulto, como se tivesse autoridade sobre eles; pode, sim, exortar-lhes em amor – nunca, porém, com autoridade de mestre.  Sempre os pais serão os pais e sempre vôce precisará lembrar e obedecer ao quinto mandamento – mesmo quando eles morrerem.  Nós não podemos desrespeitar os pais só porque eles não estão na terra.  Eles sempre serão os pais.

Agora é necessário eu dizer algo mais.  Há limites em torno da autoridade parental.  Estou pensando sobre as famílias que cometem abuso — talvez abuso físico ou abuso sexual.  Se há abuso na família, precisamos procurar ajuda.  Precisamos falar com alguém que podemos confiar.  Dia do Senhor 40 diz, não devo me fazer mal nem me expor levianamente ao perigo — isso se aplica as vítimas de abuso também.  Portanto, o quinto mandamento e honra aos pais não significa que podemos ser abusado.  É necessário eu dizer isso porque às vezes os abusadores pervertem o quinto mandamento para os seus desejos pecaminosos.  Esté é o mal e ele tem de parar.

Infelizmente, muitas pessoas vivem em relacionamentos quebrados com os pais, mas isso não é bom ou desejável.  Temos que lutar por relacionamentos saudáveis com os pais.  Deus os deu a nós por uma razão — especialmente com os pais cristãos, eles podem dar muita sabedoria.  Eles têm experiência e, portanto, podem nos ensinar.  Os pais podem nos guiar também quando temos mais idade.  Devemos querer boas relações com os pais.  Tendo um relacionamento saudável com os pais, estaremos honrando Deus e Ele irá transformar nossas vidas.

Honrando Deus com nossos relacionamentos (2)

Parte 2 de uma palestra para os jovens da igreja preparada pelo pr. Wes Bredenhof

Começamos com o relacionamento com os pais.  Alguns jovens sempre têm um bom relacionamento com os pais.  Outros jovens têm um mau relacionamento.  Alguns jovens têm um bom relacionamento com a mãe, mas não têm isso com o pai ou vice-versa.  Às vezes, há decepcão com os pais.  Há muita circunstâncias diferentes.  Onde começamos?

Começemos com a criação.  Deus deu filhos a Adão e Eva.  Eles se tornaram pais por causa de Deus.  Hoje, Deus nos deu os nossos pais.  Dizemos em inglês, You can choose your friends, but you cannot chose your family.  Pode escolher os seus amigos, mas não pode escolher a sua família.  É verdade.  Deus escolheu a sua família.  Ele deu essa mãe, este pai.  Eles foram colocados na sua vida por Deus.

Precisamos pensar aqui sobre o quinto mandamento.  Os pais vêm de Deus, por isso, Deus nos ensina que é necessário honrarmos eles.  Em outras palavras, se queremos honrar Deus com o relacionamento com os pais, honra teu pai e tua mãe!  Respeita eles como os pais quem Deus deu.

Isso não sempre é fácil, sei.  Às vezes, isso nunca é fácil.  Entendo.  Nosso relacionamento com os pais influencia (ou talvez reflete) o relacionamento com Deus.  Por exemplo, uma jovem mulher tem um relacionamento terrível com o pai.  Muitas vezes, ela vai ter dificuldade com o relacionamento com Deus Pai.  Talvez, não tem um bom conceito da paternidade.  Quando pensa “Pai,” não pode pensar nada mas ruim.

O que faz quando os pais são malvados?  Ou hipócritas?  Domingo eles parecem que são cristãos, mas o resto da semana, vivem impiamente.  Todavia, talvez a situação só é assim às vezes.  Mas como podemos honrar Deus quando nosso relacionamento com os pais não é bom?

É bom pensarmos sobre Dia do Senhor 39.  Ele diz que devemos ser paciente com as suas fraquezas e defeitos.  Os pais são pecadores.  Também os pais são humanas.  Vão ter as fraquezas e defeitos.  Eles nos desapontarão.  Agora, Deus nos ensina ser paciente com eles.  Auto-exame é a melhor maneira aqui.  Você está completamente santo?  Precisa ser honesto.  E você não está nunca uma hipócrita?  Se resposta, Eu não estou nunca uma hipócrita, então ou está um mentiroso ou enganando.  Todos os cristãos estão hipócritas às vezes.  Como sabe suas próprias fraquezas e defeitos, vai ter mais paciência com os pais!  Na Sua Palavra, Deus nos ensina humildade, também diante dos pais.

Continua…    

Honrando Deus com nossos relacionamentos (1)

WESROSE

Parte 1 de uma palestra para os jovens da igreja preparada pelo pr. Wes Bredenhof

Relacionamentos são essenciais para a vida.  Como cristãos, Deus usa relacionamentos para nos mudar.  Para os jovens, para vocês, seus relacionamentos influenciarão quem vocês vão ser como adultos.   Sei que na minha vida, isto foi a verdade.  Por exemplo, quando tive 19 anos, encontrei uma mulher linda.  Ela se tornou minha esposa eventualmente.  Sem ela, minha vida e personalidade seriam diferente.  Ela mudou minha vida — sem dúvida para melhor.  Com ela, Deus me fez um homem completo.

Deus nos criou ser pessoas que são em relacionamentos.  Quando Adão foi criado, ele teve um relacionamento com o seu Criador.  Adão era feliz.  Contudo, Deus soube que algo estava faltando.  Adão precisou relações humanas também.  Assim, Deus criou a mulher e deu ela ao homem Adão.  Então, todas as coisas foram perfeito.  O homem teve um relacionamento íntimo com Deus e um relacionamento íntimo com uma outra humana — a mulher Eva.  E assim Gênesis 1.31 diz, Viu Deus quanto fizera, e eis que era muito bom.

Leiamos 1 João 4.9-11 também,

Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele.  Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.  Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros.

Os dois relacionamentos mais importantes são aqui neste passagem.  Há o relacionamento com Deus no céu.  E há o relacionamento que temos um com o outro.  1 João 4 nos ensina que é necessário termos um relacionamento saudável com Deus se queremos um relacionamento saudável com as outras humanas.  O relacionamento vertical muda relacionamentos horizontais.  Portanto, temos começar com nosso relacionamento com o Pai pelo Salvador, Jesus Cristo.  Temos começar com aquelas palavras maravilhosas, Ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.  Com certeza, devemos acreditar que o sangue de Cristo derrubou o muro entre Deus e nos.  Por causa de Cristo, Cristo somente, podemos ter um relacionamento saudável com Deus.  Agora é necessário acreditarmos que Ele nos ama em Cristo.  Então, depois de acreditarmos isso, podemos considerar nossos relacionamentos que temos um com o outro.

Vamos considerar três relacionamentos importantes.  Vamos considerar o relacionamento com os pais, com os amigos do mesmo sexo, e os relacionamentos íntimos com o sexo oposto (ou namoro).  Em cada relacionamento, pensemos como dar honra a Deus.  Como podemos dar a glória a Deus nestes relacionamentos?

Começamos com o relacionamento com os pais.

Continua…