Fora da igreja não há salvação (4)

Parte 4 de uma palestra sobre artigo 28 da Confissão Belga para o Encontro da Fé Reformada (Recife) no dia 1 de novembro 2013.

Uma formiga de fogo.

Uma formiga de fogo.

E finalmente, temos uma obrigação de serviço para outros crentes na igreja. A igreja também é um local necessário para que haja o exercício da comunhão dos santos. É exatamente no contexto da igreja que crentes que tem fé semelhante que eles ali encontram uns aos outros, e é ali onde eles juntos vivem como irmãos e irmãs no Senhor.   É esse local onde os cristãos são chamados e encorajados para viverem uns com os outros como membros do mesmo corpo.

E a intenção de Cristo é que cada igreja local se comporte como um família, uma família na qual os membros daquela família conhecem as necessidades uns dos outros. Uma família onde eles aceitam uns aos outros. Uma família onde eles contam uns com os outros e onde eles esperam que uns contem com os outros; e, acima de tudo, amem uns aos outros. E como nós sabemos que tudo isso é a intenção de Cristo? Nós simplesmente podemos extrair isso da linguagem familiar, das ilustrações de família que Cristo utiliza para falar da igreja; quão frequentemente encontramos a palavra irmão. E obviamente através do termo irmão, irmã, irmãos e irmãs são frequentemente citados. Nós podemos não ser geneticamente relacionados, mas em Cristo todos nós somos todos espiritualmente relacionados, todos nós somos espiritualmente relacionados.

E nós precisamos uns dos outros e dos dons que Deus nos deu para servirmos uns aos outros. Em Efésios 4, a igreja é descrita como o Corpo de Cristo, nós também encontramos esse mesmo tipo de linguagem em outros locais da Bíblia. Em Efésios 4, Paulo continua e ele fala a respeito das diferentes funções que cada um tem na parte do corpo.  E o corpo é mantido junto por todas essas partes distintas.  É através do amor e da união do corpo que as partes do corpo crescem e florescem. Mas o que é importante entendermos é que para que o corpo cresça precisamos das partes; e ele precisa de que essas partes estejam trabalhando em perfeita harmonia uma com a outra. Sem essas partes o corpo começa a se desfazer; então, em outras palavras e que os crentes que são membros da igreja estejam ali exercendo os seus dons e os seus talentos; fazendo aquilo tudo para o bem estar dos outros membros. E, na igreja, nós temos um chamado com respeito ao mundo caído. Nós queremos ser igrejas que praticam a grande comissão, mas também nós temos um chamado uns para com os outros. Nós queremos sobreviver enquanto igreja. E mais do que isso queremos lutar tanto individualmente como corporativamente.

Certamente, vocês já tenham escutado sobre as formigas de fogo, e provavelmente muitos de vocês já viram formigas de fogo. Vocês sabem como a mordida delas é miserável! Mas sabe que tem uma coisa muito maravilhoso acerca de formigas de fogo! Aprendi isso, recentemente, escutando um programa de rádio. Não vi isso pessoalmente, a não ser pelo youtube! Quando as temporadas de cheias chegam. Obviamente, que diversas partes da região amazônica elas se enchem. E não tem tempo das formigas de fogo, de elas fugirem para escapar das águas que sobem. Você sabe, nessas circunstâncias, o que as formigas de fogo fazem? Elas se juntam para formar botes; elas juntas constróem com seus próprios corpos um bote; e são botes enormes de centenas e até milhares de formigas de fogo. Individualmente aquelas formigas iriam simplesmente afogar-se; ou talvéz, com muita dificuldade flutuar. Mas é quando elas se juntam que elas sobrevivem. E aí obviamente quando as águas das enchentes vão embora elas podem sobreviver. Mas elas dependem uma das outras para sobrevivência. E é exatamente esse o desenho, o projeto de Cristo para a igreja.  Ele quer que crentes, eles estejam unidos para que eles possam sobreviver ao ataque de seus inimigos mais nocivos. Inimigos como o diabo, o mundo e como a nossa própria carne.

Percebam que a igreja não é opcional para cristãos, a igreja não é algo que somos nós mesmos que anexamos à fé cristã. Alguma coisa legal até, mas que não é necessária. Se nós declaramos em acreditar o que verdadeiramente ensinam as Escrituras, se nós verdadeiramente cremos que a Bíblia é o nosso fundamento, então nós precisamos da igreja. Precisamos do Corpo de Cristo quando ele se manifesta em congregações locais, seja ele qualquer lugar que essa manifestação aconteça. Nós precisamos da igreja! E nós, não somente, precisamos da igreja, nós também podemos ser gratos porque Deus nos deu aquilo que precisamos. Ele nos deu, nos proveu com uma família espiritual onde juntos podemos crescer enquanto família. Oh! Irmãos e irmãs, vamos amar esse grande tesouro que o Senhor nos deu que é nossos irmãos e irmãs! Vamos continuar a fazer o uso contínuo e fiel do ministério da igreja! E vamos continuar a utilizar os nossos dons e talentos na igreja. É por amor e serviço uns aos outros. Amém!