Missionárias: o que a missiologia reformada tem a dizer?

mulher no campo missionário

Em muitos países, as igrejas enviam homens e mulheres como missionários. Na maioria dessas situações, no entanto, essas mesmas igrejas também têm pastoras. Entretanto, nas igrejas de confessionalidade reformadas e presbiterianas, somente os homens atuam como pastores e, na maioria das vezes, apenas homens são enviados como missionários. No entanto, existem algumas igrejas reformadas e presbiterianas em que as mulheres estão atuando sob o título de “missionárias”. Como devemos avaliar essa prática? As igrejas reformadas podem enviar mulheres como “missionárias”?

 Definições

Para responder a essa pergunta com responsabilidade, precisamos definir nossos termos. Primeiro, precisamos encontrar uma definição de missão que expresse o que a Bíblia ensina. Se trabalharmos com passagens como Mateus 28:18-20, Marcos 16:9-20, Lucas 24:46- 49, Atos 1:8 e Romanos 10:14-15, chegamos a uma definição de missão parecida com:  

Missão é o envio oficial da igreja para ir e fazer discípulos pregando e testemunhando as boas novas de Jesus Cristo em todas as nações através do poder do Espírito Santo.

Os leitores interessados em ler mais sobre o desenvolvimento dessa definição podem se consultar no capítulo 2 do meu livro, For the Cause of the Son of God (disponível apenas em inglês).

Eu quero fazer duas observações sobre essa definição. Primeiramente, a missão tem a ver com a igreja. É o envio oficial da igreja. Nosso Senhor Jesus enviou seus apóstolos, e entendemos que esses apóstolos permaneceram como representantes de toda a igreja do Novo Testamento, presente e futuro. Através dos apóstolos, a igreja foi enviada por Jesus Cristo.

Outra coisa a notar é que a missão é uma tarefa oficial. O que quero dizer é que está intimamente ligado à ideia de ofício. Ela se conecta à ideia de que existem determinadas pessoas ordenadas para realizar certas funções na e através da igreja. Com relação à missão, a maioria das igrejas reformadas tem entendido que devem ser enviados como ministros missionários, pessoas que detém uma posição de autoridade e responsabilidade no governo da igreja. Através de sua pregação e testemunho, eles são embaixadores oficiais e anunciadores de Jesus Cristo. Eles autoritativamente o representam para o mundo. Quando os incrédulos os aceitam, eles estão aceitando a Cristo (Mateus 10:40). Quando os incrédulos os rejeitam, eles estão rejeitando a Cristo. Os incrédulos podem rejeitar a mensagem, mas eles não têm permissão para tal – há consequências eternas por fazer isso! Visto que vem do Senhor Jesus, há uma obrigação de obedecer ao chamado do evangelho emitido por seu oficial.

A tarefa de um missionário

O principal trabalho de um missionário é, então, pregar e dar testemunho. Pregar significa autoritariamente proclamar a Palavra de Deus. Exatamente como um pastor, um missionário foi treinado para fazer isso, embora frequentemente em contextos transculturais. Um missionário expõe as Escrituras e diz com autoridade: “Assim diz o Senhor!” Um missionário também é uma testemunha. Testemunhar significa usar oportunidades informais para engajar os incrédulos e compartilhar o evangelho com eles. Testemunhar frequentemente envolve diálogo e conversação.

Então, o que acontece quando as pessoas crêem através da pregação e do testemunho? Então, é o trabalho de um missionário discipular essa pessoa em preparação para a membresia da igreja. Um missionário tem que ensinar às pessoas o que significa ser um seguidor de Jesus Cristo e um membro de sua igreja. Quando essa pessoa está pronta para assumir a responsabilidade de ser membro da igreja de Jesus Cristo, o missionário é responsável por administrar o sacramento do batismo em um culto público.

Com o tempo, se Deus abençoar os esforços do missionário, uma nova igreja local começará a se desenvolver. O missionário será o primeiro líder desta nova igreja local. O missionário terá que treinar os primeiros presbíteros e diáconos. Até que esta nova igreja possa chamar seu próprio pastor, o missionário deve ser o único a administrar o sacramento da Ceia do Senhor na adoração pública.

Se olharmos biblicamente para o trabalho missionário, nossa conclusão deve ser que somente os homens podem servir como missionários oficiais da igreja. Os homens são chamados para pregar, não as mulheres (1 Timóteo 2:11-12). Como os sacramentos são uma pregação visível do evangelho, somente os homens são chamados para administrar o batismo e a Ceia do Senhor. De acordo com as Escrituras, apenas homens são chamados a ser líderes na igreja de Cristo (1 Coríntios 14:33-35). Seria, portanto, contrário ao ensinamento bíblico ter uma mulher missionária guiando e treinando presbíteros e diáconos. Não, se seguirmos os ensinamentos da Bíblia, devemos concluir que a igreja deve enviar homens fiéis e somente homens para pregar e testemunhar as boas novas de Jesus Cristo.  

O papel das mulheres no campo missionário

Mas isso significa que as mulheres não têm lugar algum no campo missionário? De modo nenhum! Primeiro, nunca devemos minar o importante trabalho que muitas mulheres fazem como esposas de missionários. Quando eu era missionário, minha esposa trabalhava ao meu lado, não apenas criando nossos filhos, mas também servindo à causa do evangelho na aldeia onde morávamos. Ela foi capaz de fazer certas coisas que eu não poderia fazer, ou pelo menos eu não poderia fazer de forma eficaz. Por exemplo, ela liderou um grupo de estudos bíblicos para as mulheres de nossa aldeia. Ela fez amizade com essas mulheres e foi capaz de ter um forte relacionamento com elas. Nesses relacionamentos, ela teria oportunidades de compartilhar o evangelho em um nível pessoal. Por causa do histórico delas de ter sofrido abuso sexual, eu não seria capaz de alcançar essas mulheres como minha esposa fez.

No entanto, não é apenas como esposas que as mulheres podem contribuir para a missão cristã. Há oportunidades para as mulheres servirem em papéis valiosos de apoio como educação, medicina ou desenvolvimento econômico. Esses tipos de áreas não são propriamente ou biblicamente para serem considerados como obra missionária. São áreas que auxiliam a missão. Eles apóiam a propagação do evangelho que está sendo feita pelos missionários oficiais. Por essa razão, nas igrejas reformadas, aqueles enviados para fazer este trabalho, homem ou mulher, têm sido tipicamente chamados “trabalhadores de ajuda humanitária”, não “missionários”. Essa é uma boa prática a ser mantida.  

Conclusão

Em muitas outras igrejas, a definição de missão foi ampliada para incluir muitas coisas fora da proclamação do evangelho. Isso está em parte na raiz da tendência de chamar tanto homens quanto mulheres de “missionários”. No entanto, nas igrejas reformadas, acreditamos que a Bíblia deve ser nosso único padrão para doutrina e vida. Se levarmos a Bíblia a sério sobre qual é a missão da igreja, devemos concluir que, biblicamente falando, somente os homens podem realmente ser enviados como missionários.

*********************

Tradução:  André Lima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s